domingo, 6 de julho de 2008

Eu quero ser...




VIDA,
Para fazer nascer os
Que estão a morrer...


SOL,
Para fazer brilhar
Os que não possuem a lua...


LUZ,
Para iluminar os que
Vivem na escuridão...


CHUVAS,
Para correr toda a terra e molhar
Os campos secos e devastados...


LÁGRIMAS,
Para fazer chorar os
Corações insensíveis...


VOZ,
Para fazer falar os que
Sempre se ocultam...


CANTO,
Para alegrar os que vivem
Na tristeza...


LUAR,
Para brilhar nas noites
Dos amores incompreendidos...


FLOR,
Para enfeitar os jardins
No Outono...


SILÊNCIO,
Para fazer calar as vozes
Que marcaram os nossos corações...


GRITO,
Para soltar a dor dos
Que sofrem em silêncio...


Safira

4 comentários:

Flávio Monte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flávio Monte disse...

Quanto a mim...na parte que me toca, a minha amiga é um pouco de tudo isto. O que tem deixado nos meus textos, com diz Brassens: «ce n'était rien, qu'un peu de miel, mais il m'a chauffé le corps".
Lindo texto poético.

O Profeta disse...

Elegantes palavras...cheis de...luz...


Doce beijo

mundo azul disse...

...bonito!!!
Beijos de luz e uma noite feliz...