sábado, 21 de fevereiro de 2009

As palavras sempre ficam...




Se me disseres que me amas, acreditarei.
Mas se escreveres que me amas,
Acreditarei ainda mais.

Se me falares da tua saudade, entenderei,
Mas se escreveres sobre ela,
Eu a sentirei junto contigo.

Se a tristeza vier a te consumir e me contares,
Eu entenderei, mas se a escreveres no papel,
O seu peso será menor.

E assim são as palavras escritas:
possuem um magnetismo especial, libertam,
acalentam, invocam emoções...

Safira

3 comentários:

david santos disse...

Bom Carnaval!

Cotovia disse...

...são aquilo de mais verdadeiro que existe em nós, como o pio da cotovia, que canta entre o luar e o crepúsculo, o sono e a lucidez, o silêncio do mundo e o barulho de ti.

manzas disse...

É verdade amiga, mas por vezes um sorriso também...

Derramo pelas mãos escritas em palavras
Sentimentos de pensamentos desfiados…
Dispo a alma em poesias desvendadas
Expondo-as sem temer trilhos apagados

Passei para agradecer a visita e comentário…

Um resto de uma boa semana…

O eterno abraço…

-MANZAS-